Se perguntar aos seus amigos, é certo que grande parte deles vai reconhecer o termo “educação financeira”. Porém, mesmo que popular, o assunto também é cercado de uma série de mitos — que, muitas vezes, impedem as pessoas de se aprofundarem no tema.

Pensando nisso, elaboramos um guia com 5 mitos e verdades sobre educação financeira que vão te surpreender e fazer você compreender melhor o conceito. Acompanhe a leitura!

1. Educação financeira é só para quem tem muito dinheiro

Mito. Na verdade, a educação financeira é para todos, já que trata-se de um processo que leva as pessoas a entenderem melhor como gerir com responsabilidade e eficiência suas finanças.

É por meio dela que você passa a entender seus padrões de consumo, compreender conceitos e produtos financeiros e desenvolver as competências para fazer escolhas adequadas no que diz respeito ao seu dinheiro.  

E nada disso está ligado à quantidade de recursos que você têm disponível ou à sua situação econômica e patrimonial.

2. Educação financeira ajuda a combater dívidas

Verdade. Quanto mais conhecimento você tem sobre o assunto, mais consciente fica dos riscos de contrair dívidas que poderão alterar o equilíbrio das suas finanças e evitar que você realize sonhos a longo prazo — como comprar uma casa ou um carro.

Além disso, quem faz um controle rigoroso daquilo que ganha sabe exatamente quanto tem disponível para as despesas fixas e gastos supérfluos. Dessa maneira, fica difícil perder o controle e gastar mais do que deveria.

3. Se você quer ter contas equilibradas, precisa fugir do cartão de crédito

Mito. O cartão de crédito pode ser um grande aliado das suas finanças quando usado com responsabilidade. Ele só se torna um problema quando você faz compras sem refletir ou acumula parcelamentos sem verificar se eles cabem no seu orçamento.

Também é essencial que você esteja bastante atento à data de vencimento e quite sempre o valor total — já que atrasar ou fazer o pagamento de apenas parte da dívida expõe você a juros altos desnecessariamente.

4. Pedir empréstimo é sempre um mau negócio

Mito. Na verdade, pedir um empréstimo pode ser uma excelente alternativa em alguns casos, como quando você já tem uma dívida com juros altos e pode trocá-la por um empréstimo com taxas mais convenientes.

Antes de contrair um empréstimo, no entanto, seja por qual motivo for, é essencial que você analise os juros que serão cobrados e, principalmente, se o valor das parcelas cabe no seu orçamento sem prejudicar o pagamento de outros compromissos.

5. Educação financeira é um processo contínuo e duradouro

Verdade. Possuir educação financeira não se resume a não deixar faltar dinheiro no final do mês, mas também a aprender gerir seu dinheiro de maneira saudável. Por isso, é importante estar em constante atualização, informando-se, por exemplo, sobre novas possibilidades de investimento.

Em contrapartida, trata-se de um aprendizado para a vida toda: uma vez que você aprende a administrar seu dinheiro, dificilmente voltará a gastar de maneira descontrolada ou cairá em armadilhas financeiras — como endividar-se no cartão ou ficar refém de juros altos no cheque especial.

Gostou de entender um pouco mais sobre o que é educação financeira e como ela pode ajudá-lo a administrar seu dinheiro de maneira inteligente? Ainda tem dúvidas ou sugestões sobre o assunto? Então não se esqueça de deixar um comentário!