Conheça táticas de persuasão e não caia em promoções ruins.

 

A cena é real, e você pode se ver nela. Ao entrar em um supermercado, ouve um anúncio de promoção- relâmpago. Em vez de informar logo a oferta o anunciante cria uma cena, especialmente para as pessoas que estão ao redor dele.  

O clima se torna cada vez mais envolvente até que ele diz “Esta Smart TV Samsung 48 polegadas, full HD estava por R$ 4.100,00 e será vendida por R$ 2.590,00 apenas para quem pegar a senha agora.

Resultado: cerca de 20 consumidores levam imediatamente a TV, em até 20 prestações sem juros, na ilusão de fazer um bom negócio.” Apenas um consumidor pesquisa no celular e vê que esse é o preço normal do produto.

Mas, afinal, você cairia nessa tática de persuasão?

Se sim, agora você já sabe como não cair mais: pesquise antes de cair em tentações. Então, conheça agora outras táticas para se certificar:

  1. Escassez:

O vendedor informa que o produto que você quer é o último do estoque. Muitas pessoas acabam comprando por impulso, levadas pelo receio da falta.

  1. Reciprocidade:

Por que empresas distribuem amostra grátis ou, muitas vezes, oferecem cortesias? Porque está comprovado cientificamente que as pessoas tendem a querer ser recíprocas quando recebem algum benefício ou cortesia.

  1. Afinidade:

Por que alguns vendedores se fazem de amigos dos consumidores? Porque as pessoas são mais propensas a comprar produtos ou serviços de quem elas gostam.

  1. Prova social:

Quando você quer pedir um prato em um restaurante ou comprar um presente e pergunta “qual é o mais vendido?”. E o que está por detrás desse raciocínio é que a escolha da maioria será a melhor. Porém, será mesmo?

Sente-se mais seguro agora para não cair em promoções que não vale a pena? Aproveite para compartilhar este texto nas suas redes sociais e informar os seus amigos!